• Foto SSP

    O sequestrador foi atingido por dois disparos, executados por um atirador de elite

Nesta quarta-feira, 12, um homem armado, identificado como Gilvan dos Santos, foi morto após entrar nas dependências da Secretaria de Ação Social da Prefeitura de Simão Dias e fazer um funcionário refém por cerca de três horas.

De acordo com o delegado Clever Farias, assim que houve o chamado, a Polícia Militar foi acionada e iniciou os primeiros procedimentos.

Participam da operação equipes da delegacia de polícia do município, além de policiais militares da 2ª Companhia do 7º Batalhão e do Comando de Operações Especiais (COE), unidade responsável por atuar em situações de gerenciamento de crise.

Segundo levantamentos iniciais, a motivação para o ato estaria ligada a um episódio que o indivíduo alega ter sofrido no passado, em que ele afirmou que, no local onde atualmente funciona a Secretaria, existia um abrigo, e que ele teria sido acusado por algumas jovens que viviam nesse local pelo crime de estupro. O criminosos queria que as jovens então comparecessem ao local onde mantinha o refém para desfazer tais acusações.

Após algum tempo de negociação, o sequestrador foi atingido por dois disparos, executados por um atirador de elite, e morreu no hospital da cidade uma hora depois. O refém foi resgatado sem qualquer dano físico.

Fonte SSP

Sem comentários