Crítica: Governo do Estado exclui Baixo São Francisco e Alto Sertão do projeto “Aula Digital” da Fundação Telefônica Vivo

0
67

Em mais um caso de desatenção para com a região do Baixo São Francisco, sendo exceção, o Município de Gararu, Propriá e os demais, ficaram de fora do Projeto “Aula Digital” promovido pelo Governo do Estado e a Fundação Vivo Telefônica ocorrido no dia 12/07 em Aracaju. O Governador Belivaldo Chagas fez a abertura.

Segundo consta: “O projeto irá beneficiar 18.500 estudantes de 310 escolas em 28 municípios, consistindo no desenvolvimento de conteúdos digitais e de dispositivos tecnológicos com objetivo de facilitar o acesso à educação de qualidade para crianças de entornos vulneráveis […]”. Informou o site ClickSergipe.

Ainda de acordo com a publicação os municípios beneficiados são: “Arauá, Aracaju, Areia Branca, Capela, Carmópolis, Cristinápolis, Cumbe, Divina Pastora, Feira Nova, Gararu, Indiaroba, Itabaiana, Itabaianinha, Laranjeiras, Malhador, Maruim, Moita Bonita, Nossa Senhora das Dores, Nossa Senhora do Socorro, Poço Verde, Ribeirópolis, Santa Luzia do Itanhy, São Cristóvão, Simão Dias, Siriri e Umbaúba, além de Graccho Cardoso e Lagarto. A iniciativa vai formar e acompanhar 775 educadores das redes estadual e municipais de ensino, com o objetivo de fomentar uma educação mais inovadora a crianças de entornos vulneráveis.”, Propriá e vários outros da região, como visto, não estão presentes.

Dessa forma o Governo mostra que realmente está de “costas” para região do Baixo São Francisco que vem recebendo o título e imagem de região de maior densidade do Estado como “Bolsão de Miséria” enquanto a região da Continguiba cresce e se desenvolve desde o período Colonial.

Coube ao Governador em Exercício, Belivaldo Chagas, que está cotado para ser pré-candidato ao cargo de Governador do Estado, sendo sucessor de Jackson Barreto, anunciar o ato pegando para ele toda responsabilidade e consequências dessa desatenção social e política para com a região e povo do Baixo São Francisco. Lamentavelmente porque os benefícios seriam importantíssimos enriquecendo na formação de jovens que que tem como tradição a pesca e agricultura de subsistência dessa região. A região do Alto Sertão também ficou de fora.

Por fim as escolas beneficiadas receberão: “kits tecnológicos compostos por notebook e roteador para o professor e tablets para alunos, além de projetor e tela de projeção.”, informou.

O evento aconteceu  no Hotel Radisson, em Aracaju, com início para às 08 horas.

A matéria pode ser confirmada no clicando aqui.

Da redação
Adeval Marques
Com informações do ClickSergipe

Sem comentários